Sim, chope combina com o frio

Fritz Cervejaria Artesanal produz tipos encorpados, que combinam com o clima ameno
Há uma semana, o frio tomou conta de várias regiões do Brasil e trouxe temperaturas bem baixas. E quem pensou que as cervejas seriam deixadas de lado, se enganou.

No Fritz – Restaurante e Cervejaria Artesanal, a procura pelos chopes mais encorpados aumentou com as opções Dunkel (escuro), Weizen (de trigo) e Koelsch (de alta fermentação), sendo os mais procurados pelos apreciadores no outono e inverno. A fábrica produz cinco tipos de chopes que combinam com as quatro estações, para agradar ao paladar dos apreciadores mais exigentes.

“No frio, a maioria das pessoas escolhe lugares aconchegantes com opções de pratos e bebidas quentes. Além do menu alemão, o Fritz tem três tipos de chopes para o clima mais ameno”, afirma o diretor Carsten Schwabe.

Os queridos da estação

O chope Dunkel tem origem na cidade alemã de Munique, localizada na região da Baviera. Com suave amargor, sabor e aroma intensos, o malte torrado é responsável pela coloração escura da bebida. A fermentação e a maturação levam 21 dias e seu teor alcoólico é de 4,3%.

Já o chope Weizen é produzido com um leve toque de cravo da índia e banana que são características do malte do trigo. Cremoso, saboroso e de baixa maturação, tem teor alcoólico de 4,7%.

Chope especial e de aspectos marcantes, o Koelsch é uma bebida típica de alta fermentação e maturação estendida de no mínimo 45 dias, o que garante o teor alcoólico de 5,5%. O lúpulo dá uma nota de sabor e aroma mais apurados.

Os chopes do Fritz são produzidos seguindo a Lei da Pureza e com matéria prima importada da Alemanha, sendo que a fábrica tem sede em Monte Verde (MG), com abertura para visitação. O charme da arquitetura local, aliado a boa estrutura e clima romântico, é referência turística na região.

Deixei um comentário